13/04/2022

Por

AnaAna

O visto de moradia na Holanda é o primeiro passo para quem sonha em viver nos Países Baixos. É uma etapa obrigatória para quem tem planos de vir para cá legalmente. Existem algumas formas e motivos para dar entrada no visto de moradia e de trabalho, são motivos específicos que não se aplicam a todas as pessoas.

As formas mais comuns para dar entrada no visto de longa duração, o MVV, são:

  • Matrimonio ou relação estável
  • Filhos: crianças com menos de 18 anos que queiram morar com os pais, morar com tutores ou guardiões legais, morar com pais adotivos
  • Asilo politico
  • Au Pair
  • Trabalho
  • Estudo universitario

Quer saber mais sobre o processo de visto e o que fazer para migrar para a Holanda? Eu explico todo este processo no guia Morar na Holanda, um ebook prático com as informações necessárias para quem queira viver na Holanda. 

O meu processo de imigração começou em 2002 e neste meio tempo muitas coisas mudaram. O que lembro é que o procedimento foi lento, burocrático e caro. Eu me mudei para a Holanda em 2004, vim com visto por relação estável já que meu namorado (hoje marido) é holandês.

Demos entrada na papelada em meados de 2003 no consulado Holandês de São Paulo. Chegando aqui recebi um visto temporário, o verblijsvergunning. Com ele poderia viver e trabalhar normalmente no país. Cheguei a renovar o visto algumas vezes (o primeiro durou 1 ano, o segundo 5 anos) e depois de me casar e ter o diploma NT2 (do idioma holandês) pedi a nacionalização. Sou oficialmente holandesa há alguns anos.

Este foi o meu caso, que pode ou não ser o seu. Se quiser saber mais sobre o visto, eu indico o guia Morar na Holanda. Também ofereço consultoria individual onde posso explicar detalhadamente este processo. Além disso, aconselho a entrar em contato com a embaixada da Holanda no Brasil e o IND para obter informações atuais.

Sonho de muitos: viver legalmente na Holanda

Morar na Holanda com passaporte europeu

Se você possui passaporte europeu, a história muda: você não precisa de visto e pode se inscrever na prefeitura da cidade holandesa onde irá morar. É bem mais fácil. Você será registrado no sistema holandês e receberá o BSN: burgerservicenummer, uma espécie de CPF que serve para tudo: da conta do banco, carta de motorista ao seguro de saúde.

Existem algumas regras para se inscrever, o tempo da sua estadia ou se você esta vindo pra cá a trabalho, por exemplo, podem influenciar este processo. A prefeitura também te pedirá alguns documentos oficiais, traduzidos e juramentados. 

Imigrar exige tempo, paciência e perseverança, mas é com certeza uma experiência única!

https://youtu.be/iVaCAiNHMpI